Header Ads

Escândalos sexuais ocupam os noticiários da Igreja Católica pelo mundo

Papa Francisco usa as expressões “vergonha” e “arrependimento” pelo silencia da Igreja.
O papa Francisco se reunirá em Dublin, na Irlanda, com um grupo de vítimas de abusos por parte do clero, durante sua viagem ao país no próximo fim de semana para participar do Encontro Mundial da Família, informou o porta-voz do Vaticano, Greg Burke. Francisco também rezará pelas vítimas durante sua visita à catedral de Dublin diante da vela que foi colocada no templo em homenagem às mesmas.
No Brasil, inúmeros casos de pedofilia foram parar na justiça
O pontífice argentino manteve encontros privados com vítimas em todos os países onde membros da Igreja cometeram esses crimes e fará o mesmo em Dublin. A viagem do papa para o Encontro Mundial da Família acontece depois de um novo escândalo que atingiu a Igreja Católica com a publicação pela Suprema Corte da Pensilvânia, nos Estados Unidos, de um relatório que documenta 300 supostos casos de "sacerdotes predadores" sexuais nesse estado e identifica cerca de mil menores de idade como vítimas desde os anos 1940.
A ferida dos abusos ainda está aberta na Irlanda, onde dezenas de padres molestaram menores e a hierarquia católica encobriu sistematicamente as denúncias para evitar o escândalo em um período compreendido entre 1975 e 2004. É provável que Francisco também se refira a esse escândalo em algum dos discursos públicos que pronunciará nos atos de sua visita a Dublin nos dias 25 e 26 de agosto. O pontífice escreveu uma carta a todos os católicos, em um gesto sem precedentes, para expressar "vergonha" e "arrependimento" pelos casos de abusos e admitir que a Igreja não soube agir, nem reconhecer, a gravidade do prejuízo que estava sendo causado.
Fonte: Agência EFE


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.