Header Ads

Matador do Prof. Ederson Costa dos Santos está preso no Maranhão

Soldado da PM do Maranhão Felipe Gouveia se entregou em Imperatriz
As suspeitas de que o frio assassino do Prof. Ederson Costa dos Santos seria o Soldado da Polícia Militar do estado do Maranhão Felipe Freire Sampaio Gouveia, lotado na cidade de Imperatriz foram confirmadas. De acordo com a Polícia Civil, Felipe Gouveia é o suspeito de assassinar a tiros, de forma covarde, em Marabá o professor Ederson Costa, de 28 anos, na madrugada de 4 de agosto. As informações foram reveladas pela Superintendente de Polícia Civil do Sudeste do Pará, delegada Simone Felinto, no início de noite de ontem (9), na 21ª Seccional de Polícia Civil de Marabá (PA).
O veículo que aparece na imagem de vídeo do dia do assassinato, no qual viajavam Felipe e uma mulher, já está apreendido e trata-se de um Fox vermelho, de placas OFM-8620, de Marabá. Ainda de acordo com a delegada, o suspeito já está detido por força de um mandado de prisão temporária, no Maranhão, e foi interrogado ontem à noite, presencialmente, por uma equipe da Delegacia de Homicídios, enviada pela Superintendência do Sudeste Paraense e liderada pelo delegado Ivan Pinto. 
Fox utilizado por Felipe Gouveia no dia do assassinato foi apreendido
A delegada Simone Felinto afirmou que Felipe permaneceu calado, e ainda não está colaborando com as investigações, embora tenha se entregado. A Polícia Civil continua em campo colhendo novas provas que possam contribuir para o inquérito que segue em andamento pelo período de 30 dias, contados da sua abertura. De outro lado, a Polícia Civil ainda não confirma o nome nem a prisão da mulher que também aparece nas imagens da noite do assassinato, como acompanhante do algoz do professor. Também não revela em qual endereço apreendeu o veículo Fox. Apesar de não revelar o nome da mulher que acompanha Felipe Gouveia, sabe-se que ela já foi identificada, mas está foragida.
Fonte: Portal Correio
Fotos: Reprodução
OBS: Notícia recente, será atualizada com a evolução do caso

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.