Header Ads

Professores de Curralinho, na Ilha de Marajó, entram em greve

Professores da rede municipal de Curralinho, na ilha do Marajó, entraram em greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira (13). A categoria é contra o corte de 50% nos salários do mês de julho; atraso no pagamento dos salários dos condutores escolares, além do não repasse dos descontos de consignados ao bancos e ao Instituto de Previdência do Servidor do Município de Curralinho (IPSM), segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp). Na última sexta-feira (10), houve uma paralisação das atividades. 
A Secretária de educação de Curralinho, Maria Rôsangela Pureza Tenório, disse que não há salários atrasados e que o corte no salário foi apenas no mês de julho, devido ao orçamento da prefeitura que não conseguiu fechar a folha de pagamento. Segundo o sindicato, 450 professores participam do movimento e cerca de 11 mil alunos estão sendo prejudicados com a greve. Uma reunião entre as partes está marcada para esta terça-feira (14).
Fonte: Portal ORM

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.