Header Ads

Corpos de taxista e passageiro são encontrados em cova rasa na periferia de Santarém

O taxista Erinaldo Sousa, o “Naldo”, teria sido morto a tiros
Foram encontrados na tarde de ontem (14) os corpos do taxista Erinaldo Fernando Ferreira de Sousa, o “Naldo”, 41 anos, e do passageiro Paulo Correa da Silva, conhecido como "Paulão", 42. Os homens desapareceram na noite do último sábado (13) em Santarém, oeste do Pará. Os corpos foram localizados no terreno de uma residência. As vítimas estavam amarradas, amordaçadas e enterradas em uma cova rasa. A principal suspeita é de que tenham sido mortas a tiros. 

Segundo informações, os corpos foram encontrados pouco antes das 17h30, em terreno localizado em uma estrada que divide os bairros Maicá e Jaderlândia. De acordo com o subtenente PM Diogo, equipes da polícia continuam nas ruas fazendo diligências no sentido de descobrir de quem é a casa e se havia alguém no local. 
O passageiro Paulo Silva, conhecido como "Paulão", era amigo de "Naldo"
"Os corpos estavam em uma cova, um sobre o outro, já em estado avançado de decomposição. Tinham os pulsos amarrados e bocas amordaçadas", relatou. Em cima da cova, foi ateado fogo numa suposta tentativa de camuflar a terra que havia sido removida. A casa estava alugada, mas a proprietária já foi localizada e deve prestar esclarecimentos à polícia.

Familiares do taxista estão no local e reconheceram o corpo de "Naldo". Muitos taxistas acompanham o trabalho da polícia e do Centro de Perícias Científicas no local. A movimentação chamou a atenção de muitos curiosos.  
O desaparecimento
 O taxista foi visto com vida pela última vez, por familiares, na noite de sábado, por volta das 19 horas, quando saiu para fazer uma corrida para Paulo Correa, o Paulão, que era conhecido dele. O veículo do taxista foi encontrado na manhã de domingo, 14, no ramal do Mutunuy. O desaparecimento foi registrado na 16ª Seccional Urbana e desde a manhã de domingo as polícias Civil e Militar deram início às buscas pelo taxista na área do entorno onde o veículo foi abandonado.  
A polícia informou que o último contato do taxista foi com “Paulão”, o passageiro. Antes de sair de casa, Erinaldo chegou a dizer que faria a corrida e voltaria no mesmo dia. A polícia foi até a casa de Paulão, onde recebeu a informação de que este não havia retornado para casa desde a noite do sábado, e que teria saído após receber um telefonema.
Fonte: Portal ORM

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.