Header Ads

Sargento da PM é executado com tiros na cabeça

O sargento da Polícia Militar João Batista Menezes Dias morreu após ser baleado, no bairro do Tapanã, na rua das Hortências, em uma invasão conhecida como Capucho, em Belém, na noite desta quarta-feira (24). Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu. A morte de João Dias completa 50 agentes de segurança pública assassinados no Pará em 2018.

De acordo com as primeiras informações, o policial chegava em casa acompanhado da esposa, quando os criminosos o abordaram e pediram para que ela se afastasse, efetuando em seguida vários disparos na cabeça de João Batista. Após o crime, os criminosos levaram a arma do policial militar. Segundo a Polícia Militar, os suspeitos já sabiam que Batista era policial.

A esposa do Sgt Batista contou que assim que o casal foi abordado os criminosos falaram “perdeu, polícia!” Em nota, a PM informou que já tem informações dos suspeitos da autoria do latrocínio que vitimou o 2° sargento. Ele atuava no 1° Batalhão de Polícia Militar. Guarnições do Comando de Policiamento da Capital e da Ronda Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) iniciaram cerco em áreas do bairro Tapanã para localizar e prender os criminosos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.