Header Ads

Governo Federal disponibiliza apoio da Defesa Civil Nacional às cidades paraenses atingidas por fortes chuvas

Objetivo é priorizar o restabelecimento e assistência às famílias afetadas em Redenção e Rondon do Pará. O Governador eleito, Helder Barbalho, também tem acompanhado a situação e já solicitou atenção especial do ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade.
Sensível à urgência e necessidade da população afetada pelas fortes chuvas que atingiram as cidades paraenses de Redenção e Rondon do Pará, na noite desta segunda-feira (26), a equipe da Defesa Civil Nacional do Ministério da Integração Nacional está monitorando as ocorrências e, também, tem orientado as equipes dos municípios aos procedimentos necessários para receberem o apoio federal.
“Nesse primeiro momento, nossa maior preocupação é o cuidado com as pessoas e restabelecer os serviços essenciais. A Defesa Civil Nacional não poupará esforços para ajudar a população e os municípios atingidos. O governador eleito, Helder Barbalho, também já demonstrou preocupação e nos pediu atenção especial às cidades afetadas”, afirmou o ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade.
As prefeituras estão realizando o levantamento dos prejuízos e danos causados pelas chuvas para que possam decretar situação de emergência e, posteriormente, enviar o pedido de reconhecimento ao Governo Federal. A medida é necessária para que as cidades recebam o apoio emergencial da União. 
Até o momento, de acordo com a Defesa Civil estadual, cerca de 250 famílias foram afetadas na cidade de Redenção, em 10 bairros: Primavera, Ipiranga, Buriti III, Centro, Marechal Rondom, Bela Vista, Vila Maria, Jardim Palmares, Central Park e Alto Paraná. A BR 158 – sentido Santana do Araguaia – também foi danificada. 
Apoio Federal
O reconhecimento federal da situação de emergência permite ao ente solicitar recursos da União para ações de resposta (socorro, assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais) e reconstrução de áreas públicas danificadas. Com vigência de 180 dias, o reconhecimento permite que os estados e prefeituras solicitem ações a diversos órgãos do Governo Federal.
Fonte: Assessoria de Comunicação/MIN


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.