Política de A–Z: Jatene deixa governo do estado 'pela porta dos fundos' após gestão desastrosa; impasse dos ônibus em Marabá; LOA em Parauapebas

Conteúdo de responsabilidade do colunista Vinícius Soares
Os trabalhadores do transporte público de Marabá, maioria de motoristas e cobradores, paralisaram as atividades na terça-feira (18). Na tarde do dia seguinte, após audiência entre o Sintrarsul e a Nasson Tur na Justiça do Trabalho, um acordo foi firmado e, depois de quase dois dias de impasse, os ônibus voltaram a circular na cidade. E o povo, como sempre, no meio do pitiú.

Roubos
Em Redenção, vândalos estão roubando os enfeites natalinos da ornamentação concentrada na avenida Santa Tereza. De corneta a rena, nada passa despercebido pelos olhos dos imbecis.

"Pelo amor de Deus"
Em entrevista, o prefeito Carlo Iavé Furtado apelou para quem tiver roubado a rena e a corneta que devolva. “Quero pedir, pelo amor de Deus, vamos ter o espírito natalino, vamos ter o espírito de amor ao próximo e não mais roubar nossa decoração. Estamos vivendo um momento tão glorioso, a praça está bonita, vamos zelar do que é nosso e não roubar”.

Linchado
Apontado como autor de suposta corrupção, fraudes e superfaturamento em obras públicas pelo jornal "Diário do Pará", do grupo Barbalho, o secretário de Cultura do estado, Paulo Chaves, pediu demissão do cargo em carta ao governador Simão Jatene, solicitando a abertura de sindicância para "apurar a verdade dos fatos". 

Recesso deduzido
Em Parauapebas, a discussão e a aprovação da Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2019 foram adiadas pelo presidente da Câmara, vereador Elias da Construforte (PSB), para o dia 28. 

Emenda
No momento em que se iniciava a leitura do projeto, um vereador apresentou uma emenda à proposta do Poder Executivo, gerando insatisfação por parte de todos, que viram seus respectivos recessos ameaçados de redução. 

Reconduzido
Na sexta passada (19), o governador Simão Jatene decretou a recondução de Gilberto Valente Martins à chefia do MP. Desta vez, como da primeira eleição que Valente disputou, não faltaram fortes emoções, polêmicas, intrigas nos corredores do parquet, tentativas de anulação do pleito e, para variar, recursos judiciais. 

Relação com o Executivo
No fundo, a reeleição de Gilberto Valente sinaliza que no próximo governo, o de Helder Barbalho (MDB), o MP estará livre de amarras políticas, pelo menos em tese. As ações da Lava Jato que envolvem o governador eleito terão de passar pelas mãos de Valente e dele exigir pareceres.

Você viu primeiro aqui
Como a coluna informou na semana passada, Helder terá três posses. Uma em Belém e outras duas em Marabá e Santarém, todas no mesmo dia. As duas cidades, 4ª e 3ª mais populosas do estado, respectivamente, seriam as capitais de Carajás e Tapajós com a vitória do 'Sim' no plebiscito de 2011.
Porta dos fundos
Há 8 anos no poder, o atual governador do Pará, Simão Jatene (PSDB), sai pela porta dos fundos. Dados divulgados pela consultoria Macroplan mostram que o estado do Pará estagnou na última década. Não conseguiu, em 10 anos, prestar serviços básicos ao cidadão. O Ideb do Pará, por exemplo, é igual ao de Minas Gerais de dez anos atrás. Quanto à segurança pública, é melhor nem prosseguir. 

Cadê Battisti?
Na sexta passada, o presidente Michel Temer determinou a extradição de Cesare Battisti para a Itália. Condenado à prisão perpétua em seu país, encontra-se foragido desde então, há uma semana. Uma das suspeitas é de que esteja na Bolívia, país para o qual tentara fugir anteriormente.
Viu ele por aí?
A Polícia Federal divulgou no domingo (16), 20 retratos de possíveis disfarces do terrorista italiano. A instituição orientou que "qualquer informação sobre o foragido" seja fornecida pelo telefone (61) 2024-9180 ou pelo e-mail plantao.dat@dpf.gov.br, garantindo que o anonimato de quem o fizer "é totalmente resguardado". 

Lula livre?
Na tarde de quarta (19), o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), dispôs a soltura de todos os presos com condenação após 2ª instância.
Afronta
Vale tudo para libertar o bandido mais quisto do país, que, não duvide, ainda será canonizado. A decisão do ministro Marco Aurélio é uma afronta à população, à ordem pública, a juízes, a desembargadores e àquela Corte Suprema, que afinal mereceu ser chamada de 'vergonha' pelo advogado Cristiano de Acioli. 

Ratos
Pouco depois do veredito, os advogados de defesa do condenado partiram rumo à 12ª Vara Federal Criminal do Paraná para requisitar a expedição de alvará de soltura à juíza Carolina Lebbos, responsável pela execução penal de Lula, como se soubessem da decisão antes mesmo de ser proferida.
Não!
Já era noite quando o presidente do Supremo, Dias Toffoli, derrubou Marco Aurélio 'do cavalo'. Pela decisão de Toffoli, o parecer de Marco Aurélio está suspenso até 10 de abril do ano que vem, quando o STF julgará o tema em definitivo. Essa 'cavalgada na cara do povo' custou uma baixa de mais de 300 pontos na Bolsa.
Feliz Natal!
Aos amigos e leitores da coluna, desejo um feliz Natal! Que nesta linda festa tenham todos paz no coração e muito vigor para celebrar as dádivas do Senhor.

Vinnicius Soares é estudante e estagiário no Ministério Público do Estado do Pará (MPPA). E-mail: vinnicius@carajasnoticias.com.br.

3 comentários:

  1. Foi cirúrgico na coluna. Jatene já era e agora é olhar pra frente. Parabéns pela maestria...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Sobrinho. Você escreve muito bem, tem talento na política

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.