Briga por causa de som automotivo deixa um baleado em Marabá, no Pará

Um indivíduo, ainda não identificado”, efetuou 4 disparos de arma de fogo, em Onio Faustino Dantas Júnior, 25 anos, conhecido como “Lucas”, ontem (13), por volta de 20h 30, na Vila São José, localizada às margens da BR-230, a 8 km da cidade de Marabá, sudeste do estado do Pará. Após alvejar a vítima, o desconhecido fugiu, tomando rumo ignorado. Ele estava em veículo Uno Mile, cor prata, com logomarca da empresa de telefonia Claro.

De acordo com a Polícia Militar, a discussão teria se iniciado por causa de um som automotivo, pertencente a “Lucas”. O volume alto teria incomodado ao estranho, dando início a um “bate boca” que terminou com o baleamento do rapaz. Onio Dantas foi conduzido para o Hospital Municipal de Marabá (HMM), onde permanece internado. De acordo com uma irmã da vítima, o estado de saúde dele é estável, mas ainda corre risco de morte.

O paradeiro do “desconhecido” poderá ser informado para a polícia através dos números (94) 3312-3350 e WhatsApp (94) 98198-3350. O nome do denunciante será mantido em absoluto sigilo. A família de “Lucas” solicita às pessoas para ajudarem a polícia a encontrar o atirador. Familiares ainda estão colhendo informações a respeito da briga para registrar boletim de ocorrência. O Departamento de Homicídio da 21ª Seccional de Polícia Civil já está investigando o caso.


Um comentário:

  1. Claro que somente o inquérito policial e o respectivo processo judicial irão esclarecer devidamente o que ocorreu. Ninguém pode sair por aí atirando nos atirando nos outros, isso é verdade. Um tiro em alguém só deve ser dado em legítima defesa e se esse for o único meio de fazer cessar a agressão injusta, real ou iminente, de quem é alvejado. Isso é o que está escrito no Código Penal e deve ser obedecido. Quem age assim, ou seja, quem atira em legítima defesa não comete crime. Agora, que é idiotice, desaforo e um bocado de outras coisas ruins pôr som em alto volume, incomodando as outras pessoas e causando poluição sonora, isso, indiscutivelmente, também é verdade. Quem pratica poluição sonora – esteja ou não esteja com a cara e o rabo cheio de cachaça – não é boa pessoa e está procurando, no mínimo, confusão. Esse babaca aí, pelo visto, procurou e encontrou. Vamos ver se ele, escapando com vida, aprende a lição.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.