“Caça às bruxas”: Bolsonaro inicia caçada a servidores de oposição pelas redes sociais

Para quem iniciou a pregar o diálogo com a oposição, Jair Bolsonaro está começando mal. O presidente começou a adotar a velha tática do “bate e assopra”. Conforme O Globo, Bolsonaro iniciou uma busca aos servidores com posições contrárias ao governo. A "caçada" teve início nesta quarta-feira (2) e está sendo feita através das redes sociais. Conforme o discurso proferido na posse de ontem (1), a ideologia que presta é a “dele”. A “outra” acabou com o Brasil. Mostrar saídas para melhorar a economia do país e fazer propostas para geração de emprego não foram mencionadas, em nenhum momento, no discurso do presidente. Isso começa a preocupar especialistas e parte dos apoiadores do “mito”. 
De acordo com o Jornal, o "pente fino" ocorre entre os funcionários sem estabilidade, os que ocupam cargos comissionados, esses, estão tendo suas contas em redes sociais analisadas. Se o funcionário público tiver postado alguma coisa como "Ele não!", "Fora, Temer!", "Foi golpe!", "Marielle vive!" será demitido. 

Pessoas que se identificam com o pensamento de esquerda também estão sendo vetadas para compor o governo. Para quem proferiu um discurso de “unificação nacional”, mas adota uma prática própria das piores ditaduras, me parece contraditório. Ontem, vários jornalistas estrangeiros reclamaram de “cárcere privado” na cobertura da posse do presidente. “Além de não ter água nem banheiro”, fomos obrigados a cobrir apenas o que o cerimonial permitiu”, reclamaram jornalistas chineses. 
Segundo O Globo, a administradora Desiré Queiroz, até o momento favorita para ocupar o cargo de Secretária Nacional da Juventude, deverá ser vetada pela ministra Damares Alves por ter defendido, nas redes sociais, a vereadora assassinada, Marielle Franco, na cidade do Rio de Janeiro. Atitudes adotadas por Bolsonaro são típicas de governos ditatoriais como na Coréia do Norte e China. 

A campanha já terminou e o povo brasileiro precisa de um líder que pregue o discurso de unificação nacional. Continuar alimentando, sob o ponto de vista ideológico, a separação entre os militantes de “Direita”, "justos e honestos", e de “Esquerda”, "demônios e corruptos", não será a melhor saída para o atual governo. Afinal, somos todos brasileiros, com ideologias de direita, centro ou esquerda, como tem que ser em qualquer país democrático.

(Por Pedro Souza)

2 comentários:

  1. Até agora o país foi comandado pelo pior da esquerdalha brasileira, que tenha um governo sem chorume, sem a Inhaca esquerdista, para que não haja entraves e muito menos sabotagem!!!

    ResponderExcluir
  2. Contraditório seria Bolsonaro ganhar e manter um monte de comunistas no seu governo!!!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.